Desde 1955
Associação Brasileira de Veleiros de Oceano
  • Clássicos

Clássicos

Definição

De acordo com a ABVClass/ABVO, os barcos no Brasil classificados como Clássicos, na verdade são divididos em 3 grupos, inspirados em várias regras utilizadas pelos grupos de Veleiros Clássicos em várias partes do mundo, da seguinte forma:

  1. Barcos de Época
  2. Barcos Clássicos
  3. Spirit of Tradition

A definição dessas três categorias tiveram adaptações no Brasil onde a Regra BRA-RGS está sendo aplicada objetivando um maior número de barcos por categoria. A classe de Veleiros de Oceano Clássicos se aplica somente a veleiros monocascos, onde o principal meio de propulsão é a vela.

Barcos de Época

São definidos como tendo o casco construído em madeira ou metal, e que tenham sido lançado antes de 31 de Dezembro de 1949. Os barcos cujos projetos são posteriores s 1º de Janeiro de 1946 e anteriores a 31 de Dezembro de 1949, e que tenham sido lançados antes de 31 de Dezembro de 1952, podem ser classificados como barcos de Época, após a aprovação da Comissão Técnica da ABVClass/ABVO, que emitirá o certificado correspondente. Barcos Réplica de Época são barcos que foram construídos com projetos até 31 de Dezembro de 1949, e com métodos, materiais e técnicas de construção idênticos aos usados na época. Estes casos, serão analisados individualmente pela Comissão Técnica da ABVClass/ABVO. As réplicas genuínas de barcos de Época poderão competir no grupo dos barcos de época.

Barcos Clássicos

São definidos como tendo o casco construído em madeira, ou metal, obedecendo os planos originais e que foram lançados entre 1º de Janeiro de 1950 até 31 de Dezembro de 1980. Barcos de fibra de vidro lançados neste período poderão ser enquadrados aqui no Brasil, como Clássicos após aprovação da Comissão Técnica da ABVClass/ABVO. Barcos construídos em série, não são admitidos como barcos Clássicos, a menos que tenham sido construídos por um único estaleiro, sob licença exclusiva, com só um jogo de moldes, ou formas, e por isso intercambiáveis de um exemplar para o outro. Barcos lançados neste período, mas construídos com madeira laminada, alumínio, sanduíche de balsa e (ou) espuma de PVC e Strip Planking, pelo método West System.  Barcos Réplica de Clássicos são barcos que foram construídos com projetos até 31 de Dezembro de 1980, e com métodos, materiais e técnicas de construção idênticos aos usados na época. Estes casos, serão analisados individualmente pela Comissão Técnica da ABVClass/ABVO. As réplicas genuínas de barcos Clássicos poderão competir no grupo dos barcos Clássicos.

 

Spirit of Tradition

Uma outra categoria que está nascendo, é a “Spirit of Tradition”, que são barcos com aspecto e estilo fiel aos projetos tradicionais dos barcos Clássicos ou de Época, construídos com materiais modernos, e com projetos avançados nas obras vivas (abaixo da linha d’água). O Spirit of Tradition competiria aqui no Brasil dentro dessa nova classe  com aplicação da regra BRA-RGS . O rating destes barcos poderá trazer penalidades atribuídas pela Comissão Técnica da ABVClass / ABVO.

Definições, regras e limitações

As definições acima são, em parte, as regras utilizadas pelos grupos de Veleiros Clássicos em várias partes do mundo, adaptadas a regra BRA-RGS, para permitir que os diferentes barcos de Época, Clássicos e Spirit of Tradition participem de uma mesma regata com as compensações adequadas.

Somente serão admitidos barcos com mastreação de madeira ou metal. O uso de materiais compostos em qualquer item da mastreação poderá ser permitido, desde que aprovado pela comissão técnica da ABVClass/ABVO com a devida penalização técnica no rating. Entende-se como mastreação, toda a enxárcia rígida para enfunar velas. Mastros; Retrancas; Caranguejas; Pau de Buja; Pau de Balão e Gurupés, Muletas. Cada um com seu nível de penalização. Não serão aceitos barcos com velas exóticas. Entende-se que material exótico é todo aquele diferente de Dacron, Algodão ou Laminado de Polipropileno (Prolam). A eventual permissão ao uso de velas com material exótico, será sob autorização da Comissão Técnica da ABVClass / ABVO e a devida penalização prevista na regra BRA-RGS.

O Rating de cada barco será determinado por uma comissão técnica da ABVClass/ABVO que procederá as medições no momento adequado, após aplicar as eventuais penalizações ou bonificações após a emissão do certificado por parte da BRA-RGS e ABVO.

Hoje no Brasil estamos aplicando a regra BRA-RGS para os Clássicos. Lembramos que a ABVClass/ABVO está estudando uma bonificação maior para o barco que mantiver mais a originalidade. Divisão por Classes com eventual exceção aos Classe Métricos e monotipos, os barcos serão agrupados nas suas categorias, ou sejam: Barcos de Época, Barcos Clássicos e Spirit of Tradition.

A ABVClass / ABVO prioriza a organização de eventos com um único resultado geral apurado pelo tempo corrigido na regra BRA-RGS incluindo os veleiros de Época, Clássicos e Spirit of Tradition e os Métricos. As Sub-divisões entre as 3 ou mais categorias, fica à cargo da autorizada organizadora, desde que preservada a classificação geral com todas as categorias.

 

 

Comments

comments


Comentários desativados em Clássicos

Voltar ao início
Como medir seu barco? Quanto custa?